Pré-candidato ao Senado, Efraim Filho se posiciona contra legalização do aborto

O deputado federal e pré-candidato ao Senado pela Paraíba, Efraim Filho (União), se posicionou contra a descriminalização do aborto, em nota distribuída à imprensa nesta segunda-feira (28). O debate se intensificou no Brasil depois da decisão da Corte Constitucional da Colômbia, país vizinho, que liberou o ato até a  24ª semana de gestação.

Segundo o coordenador da bancada paraibana, as questões sobre a vida do nascituro devem ser respeitadas e levadas em consideração. “A decisão da Corte Colombiana vai contra os princípios de muita gente, contra a defesa da vida desde a sua concepção”, comentou por meio de nota distribuída à imprensa.

De acordo com a legislação atual, no Brasil, aborto é crime, podendo ser autorizado em apenas em três situações: em casos de estupro; quando ocorrer risco de vida para a gestante ou em bebês com anencefalia (com uma má formação grave no cérebro).

Efraim Filho se posicionou contrário à descriminalização do aborto em outras circunstâncias. “A ciência considera uma nova vida desde o início. Hoje temos como prestar atendimento para essas mulheres a fim de evitar tomar uma medida tão extrema. Quantas pessoas esperam por uma criança? Abortar é interromper a vida de um inocente”, lamenta.

O tema do aborto será central do debate eleitoral deste ano. Além de Efraim Filho, são pré-candidatos ao Senado pela Paraíba Bruno Roberto (PL), Aguinaldo Ribeiro (PP), Ricardo Coutinho (PT) e Sérgio Queiroz (PRTB), que também devem se posicionar sobre o tema em discussões próximas. Queiroz, aliás, também já se colocou contra a descriminalização.

Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *