Paraná Pesquisas: Lula e Bolsonaro ficam tecnicamente empatados em cenário espontâneo; Confira números

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) empatam dentro da margem de erro na pesquisa espontânea realizada pelo instituto Paraná Pesquisas, divulgada nesta segunda-feira (22). No levantamento estimulado, no entanto, o petista lidera.

Quando o entrevistador não cita nomes de possíveis candidatos, Lula e Bolsonaro aparecem com 19,7% e 18,4% das intenções de voto. O empate entre ambos ocorre, nesse quesito, dentro da margem de erro, que é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Estimulada

Já no cenário estimulado, Lula lidera as intenções de voto com 35% da preferência dos entrevistados, enquanto que o presidente Jair Bolsonaro tem 30%. Se levada em conta a margem de erro para mais ou para menos, a diferença entre ambos varia entre 9 ou 2 pontos.

O ex-ministro da Justiça Sergio Moro (Podemos) aparece em terceiro lugar nos cinco cenários de primeiro turno simulados em pesquisa eleitoral para presidente realizada pelo instituto, superando os demais presidenciáveis que buscam se colocar como uma terceira via nas eleições de 2022. Ainda assim, com cerca de 10% das intenções de voto, Moro está longe dos dois principais nomes da disputa até agora.

Ciro Gomes (PDT) manteve-se no mesmo patamar, com cerca de 6% da preferência dos entrevistados pelo Paraná Pesquisas em novembro. Os demais candidatos – João Doria (PSDB), Eduardo Leite (PSDB), Luiz Henrique Mandetta (DEM), Simone Tebet (MDB), Alessandro Vieira (Cidadania) e Rodrigo Pacheco (PSD) – não ultrapassaram os 3%. Além disso, a pesquisa mostrou que uma diminuição de candidatos parece não ter grande impacto na corrida eleitoral (veja abaixo os cenários).

O instituto também perguntou aos entrevistados em quem eles votariam em dois cenários de segundo turno: Lula contra Bolsonaro e Moro.

Metodologia

O Paraná Pesquisa entrevistou 2.020 eleitores, presencialmente, entre os dias 16 e 19 de novembro, em 164 municípios brasileiros. A amostra foi estratificada segundo sexo, faixa etária, grau de escolaridade, nível econômico e posição geográfica. A margem estimada de erro é de aproximadamente 2 pontos percentuais para os resultados gerais.

Agenda Política com Gazeta do Povo

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *