Pagode, forró e pisadinha: pré-candidatos à Presidência da República já têm jingles para largada eleitoral; ouça

Jingles têm como objetivo esquentar a pré-campanha dos pré-candidatos / Arte: Agenda Política

A campanha eleitoral só vai começar oficialmente no mês de agosto, de acordo com o calendário aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas a antecipação das discussões políticas em 2022 anteciparam o lançamento de jingles, que dentro dos limites da legislação eleitoral, já embalam a pré-campanha dos principais postulantes à Presidência da República.

As músicas têm como objetivo exaltar qualidades dos futuros candidatos, sem pedir votos diretamente ao eleitor, o que ainda não pode acontecer. É uma forma de chamar a atenção do público e aquecer a militância para a batalha de ideias, que deve ter início nas próximas semanas tendo o marketing como um aliado de primeira hora.

Em levantamento feito neste fim de semana, o Agenda Política encontrou jingles lançados por aliados ou partidos dos presidenciáveis Ciro Gomes (PDT), Eymael (DC), Jair Bolsonaro (PL), João Dória (PSDB) e Lula (PT).

Ciro Gomes (PDT) – Pagodão do Ciro

Em busca de crescimento nas pesquisas de intenção de voto, no último mês de abril a equipe do presidenciável Ciro Gomes (PDT) lançou o ‘Pagodão do Ciro’, dirigido ao eleitor que está ‘cansado a olhar para os mesmos de sempre’. Sem citar diretamente os concorrentes, a música faz críticas à polarização estabelecida no país, entre Jair Bolsonaro (PL) e Lula da Silva (PT). “Tá na hora de olhar para o Ciro”, diz o material, que já tem mais de 100 mil visualizações no canal de Ciro Gomes no Youtube.

Lula (PT) – Sem Medo de Ser Feliz

Em maio, em ato de lançamento de pré-candidatura, a equipe de Lula da Silva (PT) lançou uma nova versão do jingle ‘Sem Medo de Ser Feliz’, que foi a primeira música do petista, utilizada na eleição de 1989. De autoria de Leonardo Leone  e com produção executiva de Ricardo Stuckert e Janja (noiva de Lula), o jingle foi protagonizado por artistas como Pablo Vittar, Chico César, Duda Beat e Paulo Miklos. Há alterações na letra, como a substituição dos trechos “cresce a esperança” por “renasce a esperança”, e “com toda a certeza para você” por “o Brasil merece outra vez”. O vídeo publicado no youtube tem 290 mil visualizações.

Jair Bolsonaro (PL) – Tô com Jair de Novo e Pra Frente Brasil 

Campeões em engajamento na internet, aliados do presidente Jair Bolsonaro (PL) lançaram no último mês dois jingles em apoio ao chefe do Poder Executivo. As músicas foram publicadas no canal do deputado estadual pelo Ceará, André Fernandes (PL). No primeiro, ‘Tô com Jair de Novo’, composto por Alcides Fernandes, o autor compara o Brasil antes e depois do atual presidente.  “Era o Nordeste sofrendo com a falta de água e o Governo investindo fora do Brasil e o mundo todo viu o que aconteceu com o petrolão (…) mas a coisa tá mudando, a página está virando com o Capitão”, diz. A música conta com quase 160 mil visualizações.

O segundo jingle, “Pra Frente Brasil”, é um remake da música composta por Raul de Souza e Miguel Gustavo para embalar o tricampeonato da seleção na Copa do Mundo de 1970. “Aquele que foi escolhido o Governo da nossa nação, o país tá em festa e o Progresso Chegou. Aquela corrente deu certo, é como marcasse um gol”, diz a letra que já tem mais de 266 mil visualizões no Youtube. A música é protagonizada por eleitores do presidente.

João Dória (PSDB) –  O homem disparou

Ainda em novembro do ano passado, nas prévias do PSDB para a escolha do pré-candidato à Presidência da República, a equipe do empresário João Dória lançou um jingle em apoio ao ex-governador de São Paulo em que o coloca como ‘João Trabalhador’ e ‘João vacinador’ e ‘pai da vacina’ em alusão à atuação do tucano durante a pandemia da Covid-19.

A campanha do presidenciável também adquiriu os direitos da música “O Homem Disparou”, que virou hit nas eleições municipais de 2020. A canção da banda pernambucana Vilões do Forró foi utilizada nas prévias e embalará a campanha de 2022, o que significa que outros candidatos não poderão usá-la.

A letra, que originalmente fala sobre um candidato “querido, atencioso” que disparou em popularidade entre os eleitores, ganhou novos versos com contornos tucanos. Na introdução, os dizeres “tamo junto, negada” deram lugar a “tamo junto, tucanada”, enquanto o trecho “Nunca foi sorte / Sempre foi Deus” se transformou em “Nunca foi sorte / Sempre foi trabalho”.

Eymael (PSDC) – Ey Ey Ey Mael, um democrata cristão

Em baixa nas pesquisas mas popular por seu tradicional jingle, o ex-deputado federal Eymael (DC) já declarou que será candidato à Presidência da República pela sexta-vez. Em recente entrevista ao portal UOL, disse que a campanha não teria graça sem a companhia da música já conhecida por milhões de brasileiros. Já está garantido, portanto, que neste ano os eleitores escutarão “Ey, Ey, Eymael, Um democrata cristão, Pela família e pela nação”.

Ouça, a seguir, os jingles já conhecidos na pré-campanha eleitoral

Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *