Médico, advogados, políticos e empresários: em livro, conservadores da PB questionam ‘absurdos’ governamentais na pandemia

Um grupo de quinze paraibanos, incluindo advogados, economistas, professores, políticos e profissionais da saúde lançaram na plataforma Amazon, um livro intitulado O Brasil e a pandemia de absurdos, em formato e-book, em que criticam o que chamam de ‘arbitrariedades’ cometidas na pandemia do novo coronavírus.
Com perspectiva conservadora, um dos alvos da obra são os decretos com restrições de mobilidade. “Este livro trata de contar e analisar o que aconteceu na política de mais importante no Brasil e no mundo, com base na ciência e no bom senso, expondo a anatomia de cada absurdo ou polêmica que a sociedade presenciou desde o início da pandemia de Covid-19”, explicam.
Segundo os autores, a obra “analisa minuciosamente os principais absurdos cometidos durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais”. Dentre os autores, a advogada e apresentadora Tatiana Amaral, o economista Diego Cavalheiro (organizador da obra), a ex-candidata à Prefeita de Cabedelo, Morgana Macena, o médico José Melcíades, dentre outros.
Questionado pela reportagem do Agenda Política, o economista Diego Cavalheiro negou que a obra tenha cunho ‘antivacina’, mas traz outros apontamentos. “Contraponto ao mainstream midiático, ressalta riscos e dúvidas, mas não recomenda a não vacinação nem se coloca contra”, aponta.
Anvisa
Na semana passada, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou um comunicado, segundo o qual as vacinas em uso no Brasil tiveram seus dados de eficácia e segurança avaliados e aprovados pela agência reguladora, com o uso dentro das indicações aprovadas. Com o avanço da imunização, as medidas como o passaporte da vacina e o prolongamento de medidas restritivas é o que tem gerado novos e intensos debates no país, inclusive em âmbito da Paraíba.
Confira a capa do livro:
Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *