Feitosa sinaliza saída do PT: ‘partido prefere quem vive na lama da corrupção’

Um dos filiados punidos pela Direção Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT) em decisão tomada nesta quinta-feira (25), Josenilton Feitosa sinalizou que deve deixar nos próximos dias os quadros da legenda na Paraíba. Em mensagem enviada ao blog, ele avaliou que o partido prefere abrigar corruptos em detrimento dos filiados históricos.

“Tenho 35 anos de partido e estou conversando com colegas de longa caminhada para saber se é possível ficar nesse partido. Esse partido prefere receber quem vivia num mar de mala de corrupção e punir os seus militantes históricos. Eu não consigo aceitar isso”, afirmou.

Além de Josenilton, foram suspensos por 3 meses de qualquer atividade partidária, Giucélia Figueiredo (que deve permanecer no partido) e Ancelmo Castilho (que ainda não se pronunciou publicamente ). Eles estão proibidos de exercer qualquer atividade na legenda por terem apoiado à candidatura do deputado estadual Anísio Maia à Prefeitura de João Pessoa em 2020.

Em 2020, o PT apoiou a candidatura de Ricardo Coutinho à Prefeitura de João Pessoa, que estava filiado ao PSB. Por ter sido candidato supostamente contra a Direção Nacional, Anísio Maia sofreu uma punição maior, de 6 meses, e deve deixar os quadros do partido nos próximos dias.

“A Direção Nacional é uma vergonha, pois puniu quatro militantes que defenderam a candidatura própria do partido, por não termos nos submetido a caprichos de coronéis da política”, resumiu Feitosa.

Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *