Lula diz que seu governo havia “abolido” brasileiros dormindo nas ruas; VÍDEO

O ex-presidente Lula da Silva (PT) mentiu, nesta quarta-feira (19), ao dizer em entrevista concedida a sites de esquerda, que em sua administração, entre 2003 e 2010, ele teria “abolido” o número de brasileiros dormindo nas ruas do país. A afirmação, obviamente, é falsa.

“Nós precisamos discutir quem é que está preocupado com os milhões de brasileiros que estão dormindo na rua, de forma vergonhosa, coisa que nós tínhamos abolido no nosso governo”, afirmou o petista durante a entrevista. Apesar da pouca repercussão, o site Yahoo publicou uma notícia desmentindo a evidente mentira.

Segundo um levantamento do Yahoo, em 2009 o extinto Ministério do Desenvolvimento Social identificou 31.922 pessoas maiores de 18 anos em situação de rua no relatório intitulado “Rua: aprendendo a contar”, que foi a primeira pesquisa nacional voltada para esta população. A pesquisa foi feita entre agosto de 2007 e março de 2008 em 71 cidades brasileiras, e incluiu pessoas sem “referência de moradia regular”. O relatório, no entanto, não incluiu dados sobre São Paulo, Belo Horizonte e Porto Alegre.

Mas outro estudo conduzido pelo governo federal mostra que em 2011, ano em que o documento foi publicado, a população de rua destas três cidades chegava a quase 50 mil pessoas. Em 2012, no governo de Dilma Rousseff (PT), o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) estimou que 92.515 brasileiros estavam em situação de rua. O estudo do órgão, divulgado em 2020, analisando o período de 2012 a 2020, mostrou que a população em situação de rua cresceu 140% desde 2012, chegando a quase 222 mil brasileiros em março de 2020. O texto ainda aponta que a situação tenderia a aumentar com a crise econômica acentuada pela pandemia da Covid-19.

VEJA VÍDEO:

Agenda Política com Yahoo e Metrópoles

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *