Apresentadora troca ‘esclarecimento’ por ‘escurecimento’ em evento de Lula; professora reage: ‘estupidez’

A apresentadora do lançamento da pré-candidatura do ex-presidente Lula da Silva (PT) utilizou a linguagem identitária ao se dirigir à plateia, em evento ocorrido no último sábado (07), em São Paulo. A fala ocorreu duas semanas após o ex-presidente criticar o chamado ‘politicamente correto’ em uma entrevista.

“Quero aqui fazer um escurecimento, ou esclarecimento. Como nós respeitamos as leis, a legislação e as instituições, é importante avisar e deixar claro ou escuro que hoje nós não estamos lançando candidaturas, nós estamos lançando sim um movimento”, disse a apresentadora.

Especialista em Língua Portuguesa e autora do best-seller ‘Sou Péssimo em Português’, a professora Cíntia Chagas classificou a declaração como uma “estupidez”. Escritores e influenciadores conservadores também compartilharam trecho do vídeo, com críticas.

A troca de palavras ocorreu supostamente de forma proposital, já que “esclarecimento” seria considerado por movimentos negros um termo supostamente racista. Na prática, porém, a palavra deriva de “claro”, com o significado de “tornar claro”, que significa algo que é fácil de ver ou ouvir. Não há relação com a cor da pele.

No último dia 26, em entrevista para influenciadores digitais, Lula fez um aceno ao público conservador e pediu o fim do chamado ‘politicamente correto’ no debate público. O petista afirmou que o mundo ‘está chato pra cacete’ e defendeu a existência de piadas sobre nordestinos e outras minorias.

Assista ao vídeo a seguir

Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *