Anísio critica ‘autoritarismo’ do PT e sinaliza desfiliação

Punido com uma suspensão de 6 meses pela Comissão de Ética do Partido dos Trabalhadores (PT), o deputado estadual Anísio Maia disse nesta quinta-feira (24), que está decepcionado ‘por encarar este tipo de represália’ da Comissão de Ética do partido.

Por meio de nota enviada ao blog, ele avaliou que a punição teve o mesmo efeito de uma expulsão partidária, mas manteve o apoio à pré-candidatura do ex-presidente Lula.

“Sou petista por convicção política e ideológica, mas fui punido para satisfazer aqueles que retornam ao PT por pura conveniência pessoal. Os mesmos que na primeira dificuldade deram as costas ao partido. Fico triste também por ver o partido que afirmei tantas vezes como democrático, agora pratica o mesmo autoritarismo daqueles que nós tanto criticamos”, disse. (LEIA ABAIXO).

A suspensão ocorreu por decisão unânime da Comissão de Ética da Direção Nacional do partido, em votação ocorrida no início da tarde de hoje. O motivo foi a pré-candidatura do parlamentar à Prefeitura de João Pessoa em 2020, contrariando o apoio do PT a Ricardo Coutinho.

Além de Anísio, foram suspensos por 3 meses Giucélia Figueiredo, Ancelmo Castilho e Josenildo Feitosa, membros da direção estadual. “Saberemos construir uma alternativa compatível com o nosso perfil político-ideológico”, respondeu Maia.

Leia a nota na íntegra a seguir

NOTA

Surpreendido com a decisão do Diretório Nacional do PT, veio a mim enorme decepção por encarar este tipo de represália de onde eu nunca esperava. Como fundador do PT, nesses 42 anos, me dediquei integralmente à tarefa de fortalecê-lo, sem medir dificuldades ou sacrifícios. Sempre à esquerda, trabalhando para reduzir as desigualdades sociais.

Sou petista por convicção política e ideológica, mas fui punido para satisfazer aqueles que retornam ao PT por pura conveniência pessoal. Os mesmos que na primeira dificuldade deram as costas ao partido. Fico triste também por ver o partido que afirmei tantas vezes como democrático, agora pratica o mesmo autoritarismo daqueles que nós tanto criticamos.

Faltou aos responsáveis a coragem para me expulsar diretamente, por isso me punem com uma suspensão que, na verdade, tem o mesmo efeito: inviabilizar nossa candidatura. É também uma atitude totalmente inconveniente, pois o momento é de unir todos aqueles que querem lutar para eleger Lula presidente, e não procurar atritos e divisões. Se pensam em me calar desta forma, erram redondamente.

Fui formado politicamente lutando contra injustiças, e quando me defronto com estas, encontro ainda mais energia e motivação para continuar enfrentando-as. Agradeço a todos que manifestaram solidariedade diante desta injusta punição.

Junto a dezenas de companheiros e companheiras que seguem comigo nesta caminhada, saberemos construir uma alternativa compatível com o nosso perfil político-ideológico. Seguiremos no enfrentamento a todo autoritarismo e fascismo que se entranha pelo país. Não me calarão. Nossa candidatura segue firme para defender os interesses do povo paraibano na Assembleia Legislativa.

Lula presidente! Fora Bolsonaro!
Deputado Anísio Maia
João Pessoa, 24 de março de 2021

Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *