Em caso de federação com PSDB, Azevêdo fica no comando, diz Freire: ‘se sair, é porque deseja’

O presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire, disse nesta sexta-feira (18), com exclusividade ao blog Agenda Política, que o governador João Azevêdo terá o comando da sigla na Paraíba em caso de federação com o PSDB. “A regra de ouro é que ele fica com o comando, isso foi acertado desde o primeiro momento”, disse.

Segundo Roberto Freire, caso o governador decida sair da legenda para ingressar no PSB, como tem sido cogitado, não será por falta de apoio da futura federação partidária. “Ele vai sair porque deseja, não por que há problemas”, acrescentou.

O presidente nacional do partido disse ainda que pretende falar com João Azevêdo para reforçar a premissa de apoio à reeleição ao Governo do Estado. “Vamos dizer a ele que essa regra de ouro funciona. Onde tiver governador candidato à reeleição, ele comanda as articulações e tudo”, observou.

Ainda de acordo com Freire, o Cidadania não pode tratar o PSDB como adversário, já que segundo ele há outros desafios maiores a serem enfrentados. “O PSDB tem o compromisso, junto conosco, de onde tiver candidato a reeleição, apoiar o governador, o candidato da federação”, traduziu.

Por fim, na fala exclusiva ao blog Agenda Política, Freire liberou João Azevêdo a apoiar a candidatura de Lula da Silva para a Presidência da República. “Ele já tinha o aval para Lula, não é algo que pudéssemos impedir”, finalizou.

João Azevêdo está filiado ao Cidadania desde fevereiro de 2020, após deixar o PSB por divergências com o ex-aliado Ricardo Coutinho, que era filiado ao partido. “Saio do PSB em busca da democracia perdida”, disse na época.

Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

1 Response

  1. Chico Oliveira disse:

    GARANTIA ORGANIZAÇÕES TABAJARA: Será que o governador João Azevedo já combinou essa cláusula com os Cunha Lima e o Deputado Federal Ruy Carneiro?
    Ou será que a sucursal do PSDB já está como porta voz do DORIA? Lembrando que os Cunha Lima votaram no Eduardo Leite nas prévias do tucanato. Por outro lado, João Azevedo tem autonomia para montar palanque para LULA? Pense num troço bisonho e bizarro da mulesta! Não há partidos ou programas, apenas pura junção de interesses no afã de manter o povo brasileiro no mesmo ciclo vicioso do poder político.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *