Sérgio Queiroz nega ‘voto de cabresto’ de evangélicos e diz contar com ‘apoios conscientes’ ao Senado

Pré-candidato ao Senado pelo PRTB, o pastor licenciado Sérgio Queiroz disse nesta terça-feira (26), que apesar da influência no meio evangélico, não deseja ter ‘voto de cabresto’ desses eleitores na Paraíba. Em entrevista à Rádio Arapuan FM, ele disse que espera ter ‘votos conscientes’ no pleito de outubro, independente de religião.

“Eu espero os apoios conscientes, quer sejam evangélicos, quer sejam ateus, quer sejam católicos. O bem comum não tem nada a ver com a religiosidade de quem vota”, esclareceu. Em resposta ao autor do blog, no programa Arapuan Verdade, ele disse, no entanto, que conta com ‘amigos’ que ‘testemunham’ sobre ele.

Um desses apoios, segundo Sérgio Queiroz, é o do pastor Josué Valandro, da Igreja Batista Atitude do Rio de Janeiro. “Coincidentemente, ele é um pastor muito próximo da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e do presidente Jair Bolsonaro. Ele me apoiou porque é meu amigo”, disse.

A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, já frequentou a igreja de Valandro, quando morava no Rio de Janeiro. Na semana passada, quem também pediu apoio a Sérgio Queiroz foi o pastor Lucinho Barreto, da Igreja Batista da Lagoinha, que fez uma ‘recomendação’ sobre o colega paraibano. A mensagem gravada em Jerusalém, Capital de Israel.

Sem apoio de prefeitos

Sérgio Queiroz comentou, ainda, que recebeu o apoio de ‘centenas’ de médicos paraibanos, que segundo ele já estão preenchendo um grupo em um aplicativo de mensagens no Whatsapp.

Sobre não ter apoios formais de prefeitos do estado, o pré-candidato afirmou ficar ‘aliviado’ com o fato. “É aliviador, pois eu não vou dever nada a ninguém, a não ser a amizade, a técnica e o respeito. Caso eu chegue lá em Brasília, receberei a todos como homem público e não como simples parceiro político”, avaliou.

Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *