Passageiros em voo da FAB eram voluntários de programa Pátria Voluntária, diz Ministério de Damares, que nega irregularidades

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, representado por Damares Alves, negou irregularidades no voo da Força Aérea Brasileira (FAB) que transportou parentes da primeira-dama Michelle Bolsonaro, o maquiador Agustin Fernandez e autoridades em trajeto entre Brasília e São Paulo em agosto deste ano.

Por meio de nota, o Ministério disse que a viagem de Brasília a São Paulo nunca foi motivada por qualquer festa e tinha como objetivo o cumprimento de agendas relacionadas ao programa Pátria Voluntária. Entre os familiares de Michelle, segundo o jornal O Globo, estavam no voo a filha mais velha dela, três irmãos, uma cunhada e dois sobrinhos.

De acordo com o Ministério, a comitiva era composta, também, da ministra Damares Alves (Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos) e do ministro Gilson Machado (Ministério do Turismo), entre outras autoridades. “Todas as pessoas citadas na reportagem foram transportadas pela aeronave da FAB, nos trajetos de ida e volta, como agentes voluntários nas diversas vertentes do programa Pátria Voluntária”, disse.

A pasta informou que, dentre as agendas, as autoridades visitaram o Instituto Olga Kors, que promove a inclusão de pessoas com deficiência intelectual no esporte.

“O senhor Agustin Fernandez foi incluído no voo de volta à Brasília também na condição de voluntário da comitiva, considerando que participou da organização de casamentos comunitários do programa Pátria Voluntária realizados na capital federal”, acrescenta a nota.

“Portanto, este ministério considera que não houve qualquer irregularidade no transporte da comitiva. Cabe ressaltar que está expresso no art. 7º do Decreto nº 10.267/2020 que é atribuição da autoridade solicitante do transporte do Comando da Aeronáutica “os critérios de preenchimento das vagas remanescentes na aeronave, quando existirem vagas disponíveis além daquelas ocupadas pelas autoridades que compartilharem o voo e por suas comitivas”, finalizou.

Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *