‘Não se trata de alinhamento político’, explica Cabo Gilberto sobre petistas no bloco de oposição; VÍDEO

O deputado estadual Cabo Gilberto Silva (PSL) afirmou, na noite deste sábado (05), que sua declaração recente, sobre a chegada de deputados petistas no bloco de oposição da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), foi distorcida, inclusive por ‘conservadores’. Em entrevista ao blog Agenda Política, na sexta-feira (04), o parlamentar disse que, apesar das divergências ideológicas, não via problemas no ingresso dos colegas no bloco. (Releia clicando aqui)

Na ocasião, ao ser questionado sobre o ingresso de Cida Ramos (PT), Estela Bezerra (PT) e Jeová Campos (PT) no bloco oposicionista, ele disse: “Sem nenhum problema, pois são parlamentares e se quiserem compor a oposição, assim como os demais, ficarei bastante grato, pois poderemos ter as assinaturas necessárias para fiscalizar o governador João Azevêdo”, disse em relação ao âmbito dos blocos de deputados na Assembleia.

Em nota veiculada neste sábado (05), o deputado explicou que “Nenhum Deputado Estadual possui a prerrogativa de controlar quem entra ou sai da oposição ou situação. Nem mesmo os líderes. Cada parlamentar possui independência para aderir ou sair dos blocos de oposição ou situação, que estão previstos no regimento interno”, afirmou.

O parlamentar, que foi criticado por alguns conservadores, nas redes sociais e em sites, por ter citado a palavra ‘gratidão’ com a possível chegada dos petistas na oposição, rebateu as acusações. Segundo ele, “uma pequena parte das pessoas que se dizem líderes, integrantes da “direita ou conservadores se utilizam de matérias com fake News produzidas pelo Governo do Estado, simplesmente para me atacar de forma covarde sabendo a nossa postura”.

Em entrevista ao programa ‘Se Liga PB’, o deputado disse que a entrevista foi distorcida nas redes sociais e que em momento algum ele sinalizou alinhamento político ao ex-governador Ricardo Coutinho ou aos petistas. “Eu combati a [Operação] Calvário durante todo esse tempo e vamos continuar combatendo”, disse.

Na sexta-feira, o blog publicou na íntegra a fala do deputado sobre a integração do bloco de oposição: “Tenho divergências com vários deputados, inclusive com os deputados do PT, 99% a gente discorda, mas a gente conversa, pois é um Parlamento e temos que manter esse respeito. Só quem não me respeita é o presidente da Casa, Adriano Galdino, que age como um ditador”.

Assista ao vídeo a seguir, em que o deputado explica as declarações 

 

Entrevista ao Agenda Política

Na reportagem veiculada na sexta-feira (04), o blog já havia deixado clara a visão do deputado, ao publicar na íntegra sua declaração em relação à formação do bloco de oposição na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), com as devidas explicações e contextualizações do fato. Para ler a reportagem novamente, clique aqui.

Ouça o áudio a seguir

 

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *