‘Não deixei de ser juiz para ser ladrão’: na TV Arapuan, Dr. Ramonilson explica ingresso na política; assista

Ramonilson Alves foi entrevistado por Felipe Nunes no Rede Verdade / Foto: reprodução

“O que as pessoas observam? Que a política é um espaço de gente desonesta, e não é. Eu costumo dizer, eu não deixei de ser juiz para ser ladrão. A minha perspectiva de ingressar na vida pública é de continuar sendo um instrumento da Justiça, da verdade e da paz, mas numa dimensão mais alargada”. Com essa justificativa, o juiz aposentado Dr. Ramonilson Alves explicou, nesta quarta-feira (09), sua decisão em se aposentar da magistratura para ingressar na política.

Candidato a prefeito de Patos em 2020, onde teve cerca de 42% dos votos, em 2022 decidiu ser pré-candidato a deputado federal pelo PSDB. Em entrevista ao programa Rede Verdade, da TV Arapuan, informou que deseja ingressar na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) para “influenciar decisivamente na vida das pessoas”. Apresenta-se como um outsider, mas que não renega a política.

“Com a política, você pode fazer Justiça numa amplitude maior, desenvolver projetos. A política deve ser exercida por todo aquele que tem um chamado, esse espírito público. A política não é um espaço para as pessoas desonestas, mas se tornou assim porque as pessoas que têm interesse público se omitiram do processo”, opinou.

Ramonilson explicou, ainda, por que decidiu se filiar ao PSDB e defendeu a pré-candidatura do deputado federal Pedro Cunha Lima ao Governo do Estado. Na entrevista, também avaliou a postura do ex-juiz Sérgio Moro, que num movimento semelhante ao dele, deixou a magistratura para ingressar na vida partidária.

Assista ao vídeo a seguir

Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *