Presidente do PT quer confundir eleitores com ‘falsa polarização’ para o Senado, afirma Bruno Roberto; Ouça

Brunoresponde declaração de Macêdo sobre polarização para o Senado / Foto: reprodução / Agenda Política

O pré-candidato ao Senado, Bruno Roberto (PL), disse nesta segunda-feira (23), em resposta ao blog Agenda Política, que o presidente estadual do PT, Jackson Macêdo, que ‘confundir’ a mente do eleitorado ao estadual ao sugerir uma polarização entre os pré-candidatos Efraim Filho (União) e Ricardo Coutinho (PT) no pleito de outubro.

Na avaliação de Bruno, esse “falso ambiente de polarização” seria uma estratégia para “confundir” a mente de bolsonaristas e eleger, de acordo com o pré-candidato, um nome ligado ao “esquema” da esquerda. “Todos eles faziam parte de um mesmo agrupamento político e há sinais de manutenção dessa relação entre todos eles”, disse.

A polêmica emergiu quando, neste fim de semana, por meio de uma publicação no Instagram, Macêdo compartilhou fotos de Lula ao lado de Coutinho e de Bolsonaro ao lado de Efraim, com a seguinte legenda: “A Paraíba vai decidir”, sugerindo um cenário de polarização entre os dois políticos.

Bruno Roberto conta com o apoio oficial do presidente Jair Bolsonaro para o Senado, com direito a um vídeo compartilhado recentemente nas redes sociais, e espera contar com o espólio da votação presidencial para crescer nas pesquisas. Efraim, por sua vez, tem dados sinais de aproximação com o eleitor mais conservador.

A corrida pelo Senado conta, também, com os nomes do pastor Sérgio Queiroz (PRTB), ex-integrante do Governo Bolsonaro, do advogado Alexandre Soares (PSOL), do professor Rangel Júnior (PC do B), e por último, da artesã Silvana Pilipenko, confirmada neste fim de semana como pré-candidata pelo partido Brasil 35.

Ouça o áudio a seguir

Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *