Filme polêmico: deputado paraibano propõe boicote contra plataformas de streaming

Em meio à polêmica recente em torno do filme “Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola” por suposta apologia à pedofilia, o deputado estadual Jutay Meneses (Republicanos) propôs que os usuários cancelem suas assinaturas de streaming como Netflix, Telecine e Globoplay até que as plataformas retirem do ar a produção.

Segundo o deputado, ligado à Igreja Universal, o filme faz uma apologia clara à pedofilia. “Proponho um cancelamento coletivo das assinaturas até a retirada do ar desse conteúdo que ataca as crianças. Os princípios estão se perdendo, estão roubando das nossas crianças a sua inocência. Não podemos deixar que ataquem e destruam as estruturas familiares”, disse.

Jutay propôs, na última terça-feira (15), um voto de repúdio ao filme na Assembleia Legislativa. “É uma cena estarrecedora que não tenho coragem de narrar, pois me revolta como cidadão, como pai de família e como religioso. Pedofilia não é arte, é crime”, afirmou.

O longa, protagonizado pelo humorista Danilo Gentili e com a participação de Fábio Porchat, chegou ao pódio como a 3ª produção mais vista do dia no streaming. “O que causa revolta é que estão lucrando com esse tipo de conteúdo que claramente faz apologia à pedofilia”, concluiu.

Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *