‘Deselegante, desatencioso e desrespeitoso’: os adjetivos de Veneziano por ‘exclusão’ de Ana Cláudia em evento com João Azevêdo; OUÇA

O desentendimento entre a família Vital do Rêgo e o governador João Azevêdo (Cidadania), na manhã desta sexta-feira (08), em Campina Grande, pode ter consequências políticas no futuro, além daquelas que ocorreram imediatamente após a suposta ‘exclusão’ da secretária de Estado da Articulação e Desenvolvimento Municipal, Ana Cláudia, da composição da mesa do Governo do Estado no evento oficial.

O gesto de Ana Cláudia Vital em abandonar a cerimônia tem sido interpretada, nos bastidores, como o ‘início do fim’ da relação política com o governador, que se não for contornado pode resultar num ‘abandono’, também, da administração estadual. Em entrevista ao programa Arapuan Verdade, da Arapuan FM, o senador Veneziano Vital do Rêgo, além de elogiar a atitude da esposa, não economizou nos adjetivos negativos ao ‘gesto’ de Azevêdo.

“O gesto em si, deselegante, desrespeitoso, desatencioso, não foi apenas com a secretária Ana Cláudia, não foi apenas para comigo, que não estando presente me sinto representado por ela. Mas foi um gesto para com todos aqueles milhares de cidadãos, que se sentem nela e em mim representados”, disse.

O parlamentar acrescentou: “Quando você não é querido, desejado, não é a pessoa que se queira estar junto, você deve reconhecer e dar uma saidinha, sair um pouco. Mas tenho que reconhecer que o gesto dela é o gesto de quem deve ter o respeito devido”, enfatizou.

O desentendimento entre os dois grupos políticos ocorre numa data simbólica, na ocasião em que o chefe do Executivo estadual anuncia, em visita à cidade, ações destinadas ao município, para comemorar os 157 anos da cidade. O episódio, guardadas as devidas proporções, lembra o rompimento entre as correntes marinhistas e ronaldistas, em 1998, no Clube Campestre. Era o prenúncio de um racha que marcou a política da Paraíba. O novo episódio pode ter o mesmo fim, pelo que se comenta nos bastidores da política estadual, com possível rompimento entre Veneziano Vital e João Azevêdo.

Articulações

Mesmo tendo enfatizado a aliança por diversas vezes com o governador João Azevêdo, afirmando inclusive que poderia compor a chapa majoritária em 2022, Veneziano é pressionado por aliados a se lançar candidato a 2022. Recentemente, ele esteve em reunião com o ex-presidente Lula, em Brasília, e lideranças do MDB, o que fez aumentar as especulações sobre possível candidatura ao governo com o apoio de petistas, a exemplo do ex-governador Ricardo Coutinho.

Reação

Também em entrevista à Arapuan FM, o governador João Azevêdo minimizou o episódio e disse que não tem preocupação com as reações de Ana Cláudia ou de Veneziano. Segundo ele, a ‘exclusão’ da secretária da mesa não foi intencional. “Isso não me preocupa, até porque Ana Cláudia estava na condição de secretária de Estado a exemplo de outros auxiliares que também não sentaram à mesa porque não havia espaço para todo mundo”, explicou.

“Eu acho que estão dando muita atenção e muito valor  a um fato isolado, pois acima de tudo disso estou aqui com mais dez deputados e  com o povo de Campina entregando e anunciando obras e isso é o mais importante”, acrescentou.

OUÇA A SEGUIR A DECLARAÇÃO DO SENADOR VENEZIANO VITAL DO RÊGO, NA ARAPUAN

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *