Daniella afirma que vai conversar com Alcolumbre sobre ‘demora’ na sabatina de Mendonça, mas pondera: ‘não é perseguição’

A senadora paraibana Daniella Ribeiro (PP) afirmou que vai procurar o presidente da Comissão e Constituição e Justiça (CCJ), Davi Alcolumbre, para entender a demora do parlamentar em marcar a sabatina de André Mendonça, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF).

Em entrevista à Arapuan FM, nesta quarta-feira (13), a parlamentar disse que só depois da conversa que terá com Alcolumbre, poderá emitir uma opinião sobre o tema. Na avaliação dela, no entanto, o imbróglio não estaria acontecendo por ‘maldade’ do colega.

“Só posso fazer uma avaliação quanto a isso quando eu falar com Davi, principalmente porque conheço ele, é uma pessoa muito boa. Já André, conheço, mas não tenho convivência. Então, conheço Davi de dois anos de convivência forte e sei que não é uma pessoa de perseguição ou índole má, não é isso”, observou.

Ribeiro também não adiantou se votará à favor da indicação de Mendonça no Plenário do Senado, mas disse que esteve com ele em um almoço e que pretende se aprofundar sobre o nome do provável futuro ministro. “Eu prefiro conversar com ele [Alcolumbre] e saber o que está havendo para poder compreender e dar minha opinião. Quero saber qual é o motivo para poder emitir uma opinião”, reforçou.

Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *