Com Ricardo e Veneziano, PT-PB esquece divergências e oficializa chapa com MDB

A direção estadual do PT parece ter esquecido qualquer divergência com o MDB na Paraíba. Os partidos lançaram, nesta segunda-feira (21), uma aliança na disputa majoritária estadual, tendo Veneziano Vital do Rêgo como pré-candidato ao Governo do Estado e o ex-governador Ricardo Coutinho como pré-candidato ao Senado.

O evento contou com nomes como o presidente local do PT, Jackson Macêdo, as deputadas Estela Bezerra e Cida Ramos, o ex-deputado federal Luiz Couto, o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, vereadores e lideranças de ambos os partidos.

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, em vídeo enviado ao evento, endossou a união partidária e chamou o senador Veneziano de ‘homem de luta’. “Essa articulação e esse processo de unidade é muito importante para o povo paraibano e para o povo brasileiro. Em 2022, temos um grande desafio, que é possível um novo projeto de país”, diz.

O movimento mostra uma clara mudança na postura da legenda e dos grupos que integram o PT, que durante o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, chamavam de ‘golpistas’ os partidos e parlamentares que defendiam o processo constitucional. O senador Veneziano Vital, inclusive, foi um dos alvos dos protestos na Paraíba.

O movimento se estende por outros estados brasileiros. A ordem é do ex-presidente Lula da Silva, que busca construir o máximo de alianças para fazer frente ao presidente Jair Bolsonaro (PL) nas eleições de outubro.

Independentemente das mudanças nas posturas do PT, a pré-candidatura de Veneziano marca um ‘fato novo’ nas eleições da Paraíba, sobretudo no campo da esquerda, que também tem na figura do atual governador, João Azevêdo (Cidadania), um representante.

Agenda Política 

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *