Com gasolina nas alturas nos EUA, Biden pede suspensão de impostos sobre combustíveis

O presidente americano, Joe Biden, oficializou nesta quarta-feira (22), um pedido ao Congresso dos Estados Unidos para suspender temporariamente o imposto federal sobre a gasolina. O objetivo é conter o aumento do preço do combustível nos postos do país, que já supera U$ 5 por galão, o que equivale a quase R$ 26.

Além da suspensão do imposto federal sobre gasolina e diesel, que se daria por três meses, o presidente dos EUA também sugere aos estados que suspendam seus impostos sobre o gás ou que encontrem outras maneiras para aliviar o bolso dos consumidores.

Os Estados Unidos são mais um país a enfrentar, assim como o Brasil, um recorde no preço dos combustíveis após a crise provocada pela pandemia e, mais recentemente, pela guerra na Ucrânia. Por meio de comunicado à imprensa, a Casa Branca informou que a suspensão dos impostos “daria aos americanos um pouco de espaço extra para respirar enquanto lidam com os efeitos da guerra de [Vladimir} Putin na Ucrânia”.

No Brasil, o Governo Federal defende uma medida semelhante. Um dos projetos, já aprovado no Congresso Nacional, visa reduzir a cobrança do ICMS cobrado pelos estados ao limite de 17% e, posteriormente, bancar as perdas de arrecadação a fim de zerar essas tarifas.

Biden e o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro (PL), tiveram uma reunião bilateral durante a 9ª Cúpula das Américas, em Los Angeles. Na ocasião, o lado brasileiro citou medidas para tentar combater a inflação. Eles conversaram reservadamente durante 35 minutos, inclusive, sobre economia.

Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *