Carta aberta: vice-líder do PSD na Câmara, Patrick Dorneles anuncia desfiliação

O vice-presidente do PSD na Câmara dos Deputados, Patrick Dorneles, disse nesta terça-feira (29), que vai deixar a sigla após a mudança na direção do partido na Paraíba. Em carta aberta, o parlamentar solidarizou-se com o ex-prefeito Romero Rodrigues, que perdeu o comando do partido para a senadora Daniella Ribeiro.

“Saio triste do PSD, legenda na qual fui muito bem recebido em 2020 e principalmente ao tomar posso como Deputado Federal”, informou Dorneles. Ele assumiu o mandato no fim de fevereiro, após uma licença de 120 dias do titular do cargo, o deputado Pedro Cunha Lima (PSDB).

“Ainda não sei para onde vou, estou em conversas para que seja uma decisão acertada. A certeza é que jamais estarei contra quem me estendeu a mão e muito menos ao lado de quem é sinônimo de corrupção e representa a [operação] Calvário”, acrescentou.

Dorneles convive com uma síndrome genética rara, Mucopolissacaridose IV e é a primeira pessoa com uma doença rara e grave a assumir mandato na Câmara Federal. Ele obteve 13.809 votos nas eleições de 2018. O suplente Rafael Sousa, o Rafafá, também desistiu de entrar no PSD com a mudança interna.

Leia, a seguir, carta aberta de Patrick Dorneles

Na manhã de hoje estava cumprindo agendas como Deputado Federal e fui pego de surpresa com a reviravolta na política paraibana.

Saio triste do PSD, legenda qual fui muito bem recebido em 2020 e principalmente ao tomar posso como Deputado Federal chegando a ser vice líder do partido na Câmara Federal.

Ainda não sei para onde vou, estou em conversas para que seja uma decisão acertada. A certeza é que jamais estarei contra quem me estendeu a mão e muito menos ao lado de quem é sinônimo de corrupção e representa a calvário!

Continuo ao lado de Pedro e Romero! 💚🍀

Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *