Agravamento das chuvas: Queiroga e mais 3 ministros desembarcam neste domingo em Pernambuco

Imagem mostra deslizamento após chuva em Pernambuco / Foto: reprodução do WhatsApp

Em decorrência do agravamento das chuvas na região Nordeste, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) enviará equipe da Defesa Civil Nacional a Pernambuco, para prestar apoio aos municípios afetados. Pelo menos 35 pessoas já morreram em decorrência de inundações e deslizamentos de terra no estado vizinho.

Neste domingo (29), o ministro Daniel Ferreira e os ministros do Turismo, Carlos Brito, da Saúde, Marcelo Queiroga, e da Cidadania, Ronaldo Bento, estarão in loco para apoiar e orientar as Defesas Civis locais, além de concederem coletiva de imprensa, às 10 horas, na Base Aérea de Recife. As Forças Armadas também foram acionadas e estão a caminho.

Na última sexta-feira (27), o ministro do Desenvolvimento Regional sobrevoou as áreas afetadas em Alagoas para verificar a situação do estado. Durante entrevista coletiva à imprensa, Daniel Ferreira anunciou a primeira liberação de recursos no valor de R$ 2,5 milhões, para ações de socorro e assistência humanitária, para os municípios de Rio Largo e São Miguel dos Campos. Outros 13 municípios também tiveram situação de emergência reconhecida.

De acordo com o ministro Daniel Ferreira, a prioridade, neste momento, é o resgate das vítimas e o apoio à população afetada pelas fortes chuvas. “Vencida a fase do socorro e da assistência humanitária, partiremos para a fase do restabelecimento de serviços essenciais, com a liberação de mais recursos ao longo da semana”, explicou o ministro.

Nos últimos dias, foram emitidos mais de 50 alertas geo-hidróligocos para as defesas civis locais de Pernambuco. Em Alagoas, 22 alertas foram encaminhados pela Defesa Civil Nacional.

Para prestar auxílio ao estado, uma equipe de técnicos da Secretaria Nacional de Defesa Civil chegará, na manhã de domingo (29), para auxiliar e instruir os gestores municipais na elaboração dos Planos de Trabalho para agilizar a liberação dos recursos federais. A equipe do MDR permanecerá em Pernambuco o tempo que for necessário.

O MDR conta com cerca de R$ 1 bilhão para ações de socorro, assistência e restabelecimento de serviços essenciais eventualmente interrompidos. Os recursos foram disponibilizados por meio de medidas provisórias e poderão, também, ser utilizados para reconstrução de infraestrutura pública e casas destruídas em razão das chuvas.

Defesa Civil Nacional

Neste momento, o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) da Defesa civil Nacional opera em alerta máximo (vermelho). O centro orienta os moradores das regiões atingidas pelas chuvas a se inscreverem nos serviços de alerta, enviando um SMS para o número 40199. Assim, em caso de desastre, eles receberão um alerta on-line. Outra sugestão é ficar atento ao Twitter da Defesa Civil Nacional (@defesacivilbr) e do Instituto Nacional de Meteorologia (@inmet_), que fazem atualizações em tempo real.

Além disso, os municípios afetados devem se cadastrar no Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Na ferramenta, é possível elaborar Planos de Contingência; registrar desastres ocorridos no município/estado; solicitar o reconhecimento federal de situação de emergência ou de estado de calamidade pública; solicitar recursos federais a partir da elaboração de formulários on-line; consultar e acompanhar as solicitações de reconhecimento e de repasses para ações de resposta e de recuperação, e buscar informações sobre recorrências de desastres com base em dados oficiais.

Agenda Política com informações do MDR

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *