Veneziano e Nilda Gondim assinam requerimento para CPI do MEC

Os senadores paraibanos Veneziano Vital do Rêgo e Nilda Gondim (MDB) assinaram o requeridimento protocolado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), nesta terça-feira (28), para a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Ministério da Educação (MEC).

Segundo os oposicionistas, o objetivo é investigar as denúncias de suposta corrupção e tráfico de influência no MEC, mas o Governo Federal vê a comissão como instrumento de guerra política para prejudicar o presidente Jair Bolsonaro (PL).

É necessário, ainda, que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), faça a leitura do documento em plenário. O requerimento tem a assinatura de 30 parlamentares, 3 a mais do que o mínimo necessário para a abertura do procedimento.

A oposição leva em conta, ao pedir a abertura da CPI, a decisão judicial da semana passada, que prendeu preventivamente o ex-ministro da educação Milton Ribeiro e pastores denunciados por supostas irregularidades. Eles, no entanto, foram soltos após uma decisão posterior.

A senadora Daniella Ribeiro (PP) não assinou o pedido para criação da CPI.

Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *