‘Sou candidato a acabar com a pandemia da Covid-19’, responde Queiroga sobre 2022

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta segunda-feira (17), em entrevista à TV Arapuan, que é ‘candidato à acabar com a pandemia da Covid-19 no país’. Questionado sobre sua atuação nas eleições de 2022, ele não adiantou se vai se licenciar do cargo para disputar um mandato pela Paraíba, mas deixou aberta a possibilidade.

“Sou médico cardiologista durante mais de 30 anos, militei no meu consultório, e a política partidária nunca esteve no meu horizonte. É claro que é uma honra representar o meu estado no Congresso Nacional, mas meu foco é a minha candidatura a acabar com a pandemia da Covid-19 no país”, disse.

Queiroga tem sido apontado como um dos ministros que devem deixar o cargo para concorrer em outubro. Ele é cotado para disputar o Senado ou uma vaga na Câmara dos Deputados, mas nos bastidores há quem cogite o nome dele para o Governo da Paraíba. Ele foi convidado a se filiar ao Partido Liberal (PL), mesma legenda do presidente Jair Bolsonaro.

“Seguimos trabalhando para termos um projeto que traga esperança para o povo brasileiro. Eu sou um quadro técnico do governo Bolsonaro e minha função é fazer políticas de saúde, mas fico honrado por meu nome ser lembrado”, disse ao jornalista Luís Torres.

Ainda no programa Frente a Frente, quando novamente questionado sobre sua postura perante o pleito deste ano, Queiroga comparou a função de ministro com a de um jogador de futebol. “O presidente Bolsonaro é o técnico e os jogadores são os ministros. Recebi a convocação para controlar a pandemia. Converso com o presidente todos os dias e o foco nesse momento é a pandemia”, garantiu.

Palanque na Paraíba

Apesar de não ter adiantado se será candidato ou não, Marcelo Queiroga garantiu que o presidente terá um ‘palanque forte na Paraíba’. Ele ainda fez uma defesa enfática de Jair Bolsonaro.

“Nós sempre temos ao nosso lado o povo brasileiro. Foi assim que ele foi eleito em 2018. Tentaram acabar com a vida dele, mas o povo o consagrou. Ele tem feito um governo disruptivo, fora do padrão que era feito antes. Nenhum ministro do presidente está envolvido em corrupção”, afirmou.

Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *