Senador recolhe assinaturas para criar ‘CPI do Consórcio Nordeste’

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE), da ala independente da CPI da Covid-19, anunciou nesta quarta-feira (13), em pronunciamento, que está recolhendo assinaturas para a criação de uma comissão parlamentar mista de inquérito para apurar irregularidades no uso de dinheiro da União pelos estados, especialmente os estados que compõem o chamado Consórcio Nordeste.

O parlamentar cearense defendeu a saída do estado dele do Consórcio. A Paraíba também compõe o grupo, formado por estados da região Nordeste, com o objetivo de empreender ações integradas, inclusive no combate à pandemia da Covid-19.

“É o mínimo que pode ser feito em respeito ao nosso povo, da terra da luz, que não pode continuar assistindo a esse desperdício de dinheiro público oriundo do pagamento sofrido de impostos”, argumentou. Para ele, há indícios de irregularidades em contratações feitas pela instituição.

O senador afirma que esse consórcio recebeu verba que deveria ser usada para combater a pandemia, mas, segundo ele, investigações da comissão parlamentar de inquérito do Rio Grande do Norte apontam que os recursos foram usados para pagar 300 respiradores que nem sequer teriam sido entregues.

O senador avaliou que as irregularidades envolvendo esse consórcio, que não foram investigadas pela CPI da Pandemia, podem ser “a ponta de um iceberg”. “Segundo o próprio ministro Wagner Rosário [da Controladoria-Geral da União], foram R$ 120 bilhões investidos pelo governo federal para enfrentar a pandemia em estados e municípios”, declarou.

Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *