Após sindicância constatar irregularidades, secretário anuncia medidas contra empresa que fornece carnes para merenda em CG

O secretário de Educação de Campina Grande, Raymundo Asfora Neto, deve anunciar nesta quinta-feira (04), medidas adotadas contra uma empresa que fornece itens da merenda às escolas do município, a exemplo da carne que é servida aos estudantes.

O auxiliar do prefeito Bruno Cunha Lima (PSD) também promete apresentar os resultados da sindicância interna que, segundo ele, constatou entrega de carnes de qualidade, mas com embalagens fraudadas.

As medidas a serem adotadas contra a empresa, de acordo com informações compartilhadas com o blog, serão tomadas pelo Secretaria de Educação de Campina Grande em parceria com o Ministério Público do Estado. O secretário vai detalhar as informações à imprensa, em uma entrevista coletiva marcada para às 9h.

Entenda o caso

A sindicância iniciada pela Secretaria de Educação de Campina Grande foi implementada depois que merendeiras de escolas municipais identificaram supostas adulterações em embalagens de carnes fornecidas aos estudantes.

Em vídeos compartilhados no mês passado, é possível verificar o momento em que as funcionárias retiram uma etiqueta com o nome “lombo bovino”. As imagens mostram que, por baixo, há o nome do verdadeiro corte da carne, que é “músculo dianteiro bovino”.

O “lombo bovino”, que apareceu inicialmente, é um corte mais caro, quanto o “músculo dianteiro bovino” é uma carne mais barata. Há a suspeita de que a Secretaria de Educação estaria pagando pelo corte mais caro da carne, sem no entanto receber a encomenda solicitada.

Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *