‘PERSEGUIÇÃO SEM CABIMENTO’: senador Eduardo Girão acusa cúpula de CPI de atrapalhar Marcelo Queiroga

Ainda repercute na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a atuação do Governo Federal na pandemia, a decisão do senador Renan Calheiros de incluir o ministro da saúde, Marcelo Queiroga, na lista de investigados.

Nesta terça-feira (22), em declaração repercutida no programa Arapuan Verdade, da Arapuan FM, o senador Eduardo Girão acusou a cúpula da CPI de perseguir o ministro paraibano. Ele saiu em defesa da atuação de Marcelo Queiroga no combate à pandemia.

“O ministro tem desenvolvido um trabalho diuturno no combate à pandemia”, disse o paramentar da ala independente. “O ministro já veio duas vezes somente na CPI, fora outras convocações. Isso tira o ministro do seu foco. Essa briga política atrapalha tudo”, avaliou.

Eduardo Girão afirmou ainda que a CPI tem viés político e que essa postura atrapalha a atuação do Governo Federal. “Investigar o ministro Queiroga é uma brincadeira, não tem cabimento, é perseguição”, completou em declaração à Arapuan.

Agenda na Paraíba

Também hoje, a Secretaria de Saúde da Paraíba (SES), confirmou a vinda do ministro Marcelo Queiroga esta semana ao estado. A agenda deve acontecer na sexta-feira (25) e no sábado (26), mas os detalhes ainda serão divulgados. A previsão é que ele faça uma visita ao município de Sousa para conhecer um projeto de vacinação em massa proposto pelo Governo da Paraíba.

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *