Pedro cita influência nacional de Efraim ao explicar aliança para o Senado: ‘parceria fundamental’

Efraim Filho e Pedro Cunha Lima firmaram aliança para o pleito de outubro e esperam reeditar dobradinha de Cássio e Efraim (pai) de 2022 / Foto: reprodução

O pré-candidato ao Governo do Estado, Pedro Cunha Lima (PSDB), disse nesta sexta-feira (20), que a aliança com o deputado federal Efraim Filho (União), pré-candidato ao Senado, representa uma ideia de trabalho pela Paraíba que, segundo ele, pode ser traduzida em dividendos administrativos no futuro. Em entrevista ao programa Arapuan Verdade, da Rádio Arapuan FM, ele citou a influência nacional do colega ao explicar o objetivo da composição para o Senado.

“Talvez hoje Efraim seja o político que mais tenha espaço em rede nacional, nos jornais de alcance nacional, fruto de uma atuação, de articulação que ele tem muita competência em fazer. Será um parceiro fundamental a nível de governo do Estado”, disse o tucano ao explicar o que espera da parceria política com o coordenador da bancada federal da Paraíba.

Segundo Pedro, a aliança firmada com o presidente do União Brasil traz uma crítica direta ao governador do estado, João Azevêdo (PSB), o que segundo ele não precisa necessariamente passar por um debate desrespeitoso durante a campanha eleitoral que se avizinha.

“Eu e Efraim estamos juntos porque compartilhamos uma ideia de trabalho pela Paraíba, e só essa ideia já faz um contra-ponto ao que representa o governador João Azevêdo. Só a ideia já é uma crítica ao que se apresenta hoje na Paraíba. A gente faz política com muito respeito, não só aos aliados”, explicou.

Questionado se espera contar com Efraim nos embates públicos contra Azevêdo, o tucano disse que Efraim vai “focar” no debate para o Senado e que caberá a ele, Pedro, o embate direto com o governador. “Efraim vai fazer o debate dentro da disputa do Senado, vai mostrar o trabalho que ele desempenhou até aqui, uma postura de trabalho, de entrega, de de servir à Paraíba com relevância”, acrescentou o parlamentar tucano. Pedro disse, ainda, que considera Efraim um ‘parceiro fundamental’ em eventual governo dele no Palácio da Redenção.

Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *