Em live, Bolsonaro confirma indicação de assessor para suplência de Bruno Roberto; Queiroga deve ficar na Saúde

O presidente Jair Bolsonaro (PL) confirmou, na noite desta quinta-feira (10), que o assessor especial da Presidência da República, Tércio Arnaud Tomaz, deve se afastar da função para concorrer nas eleições desse ano, na Paraíba, como primeiro suplente de Bruno Roberto, pré-candidato ao Senado.

Em entrevista à Rádio Jovem Pan, durante live transmitida nas redes sociais, Bolsonaro citou os nomes de 8 ministros e do assessor paraibano como aqueles que devem deixar o governo para participar do pleito, com o aval dele. “Teremos um assessor direto meu como suplente pela Paraíba, que é o Tércio Arnaud”, informou.

Também foram citados pelo presidente os ministros Damares Alves (Direitos Humanos), Tarcísio Freitas (Infraestrutura), Gilson Machado (Turismo), Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), Onyx Lorenzoni (Trabalho e Previdência), Tereza Cristina (Agricultura), João Roma (Cidadania) e Flávia Arruda (Secretaria de Governo).

O ministro da saúde, Marcelo Queiroga, não foi mencionado pelo presidente. Ele deve permanecer na pasta, conforme apuração do blog. “No momento, temos esses ministros confirmados, que se afastarão para concorrer ao Senado ou ao Governo do Estado. Todos esses têm chances de se eleger”, avaliou o presidente.

Assista ao vídeo a seguir

Agenda Política
Compartilhe

Você pode gostar...

1 Response

  1. Todos, vírgula, menos o Tércio Arnaud Tomaz! Se, somente se, o cangaceiro SAULO PORTO LAMPIÃO não obtiver legenda para disputar essa vaga do Senado…
    #SauloPortoLampião
    #NovoCangaço

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *