Claro, Vivo e Tim: lotes nacionais de faixa exclusiva para o 5G são leiloados por R$ 1,1 bilhão; confira detalhes

As operadoras Claro, Vivo e Tim arremataram nesta quinta-feira (04), os três lotes nacionais da faixa de 3,5 GHz, considerada uma das principais do leilão do 5G no Brasil. Somados, os lances correspondem a R$ 1,1 bilhão. A faixa é considerada uma das principais do leilão, sendo exclusiva para a tecnologia 5G.

Todos os lotes dessa frequência – nacionais e regionais – foram orçados em R$ 30 bilhões pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).  As empresas arremataram, respectivamente, os lotes B1 por R$ 338 milhões, B2 por R$ 420 milhões e B3 por R$ 351 milhões. Do valor total, R$ 29 bilhões serão revertidos no cumprimento de obrigações pelas operadoras.

De acordo com as informações do Ministério das Comunicações compartilhadas com o blog, as empresas vencedoras ganham o direito de explorar a faixa da frequência 3,5 GHz por 20 anos – prazo prorrogável a título oneroso.

Além disso, as operadoras assumem diversos compromissos para expansão da conectividade no Brasil, entre eles levar cobertura 5G para todas as capitais até 2022; instalar rede de fibra óptica a municípios (indicados no edital) com pouca ou nenhuma infraestrutura; implantar o Programa Amazônia Integrada e Sustentável (PAIS); estruturar a rede privativa de comunicação da Administração Pública Federal; e assegurar à população os equipamentos necessários para a migração do sinal da TV parabólica para a TV via satélite.

Winity II vence primeiro lote

O leilão começou com propostas apresentadas para o uso da faixa de frequência de 700 MHz. A Winity II Telecom Ltda (ligada ao Fundo Pátria) foi a vencedora do lote, oferecendo R$ 1,427 bilhão. O lance mínimo para esse lote, previsto no edital, era de R$ 157.628.411,00. O valor da proposta da Winity II foi 805% superior ao mínimo exigido pelo governo federal.

Além do ágio registrado, a arrematação do primeiro lote também implica que o Brasil contará com uma nova operadora de telefonia móvel, com autorização para oferecer o serviço em todo o país. A vitória no leilão 5G dá direito à exploração do serviço por 20 anos – prazo prorrogável a título oneroso, na forma da regulamentação vigente à época do vencimento.

Como vencedora da faixa, a Winity II terá que cumprir algumas obrigações previstas no edital. A empresa levará internet a 31 mil km de rodovias federais e assegurará cobertura 4G em de 9.696 localidades fora de sede de municípios, como aglomerados urbanos, vilarejos e povoados.

Agenda Política com Ministério das Comunicações

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *