Caged: Brasil cria 253 mil postos de trabalho em outubro; PB registra 4,2 mil vagas

A Paraíba registrou um saldo positivo  de 4.283 vagas de trabalho com carteira assinada, no mês de outubro, de acoro com os dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), divulgados nesta terça-feira (30) pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

O número é resultado de 14.815 admissões e 10.532 desligamentos ocorridos no período. Conforme o balanço, o setor de serviços foi o campeão de novos postos de trabalho no estado, com saldo de 1.897, enquanto que a agropecuária foi o setor que menos registrou novas vagas, com 77 novos postos.

Em relação ao Brasil, os números são animadores: foram criados 253.083 postos de trabalho. No acumulado de janeiro a outubro de 2021, o saldo é de mais de 2,6 milhões de novas vagas de emprego. Para o ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, o Caged manteve o saldo positivo no emprego formal desde janeiro, numa demonstração clara da recuperação formal da economia.

“Apenas neste ano, mesmo com os efeitos ainda do ‘fique em casa, a economia a gente vê depois’, conseguimos gerar mais de 2,6 milhões de novos postos formais de trabalho”, celebrou. De julho de 2020 a outubro de 2021, período de retomada do emprego formal, foi anunciado saldo positivo de 3.852.591 novas vagas. “Além disso, desde o início do governo do Presidente Jair Bolsonaro, de janeiro de 2019 a outubro de 2021 já são 3,0 milhões de novas vagas”, exaltou.

Onyx ressaltou também que a pasta está desenvolvendo programas que irão aumentar significativamente a ocupação no Brasil. “Temos milhões de jovens hoje que não estudam a nem trabalham. Vamos ter um olhar especial para esse público”, completou.

Setores

O setor de Serviços foi o grande destaque do mês, com a geração de mais de 144.641 mil novos postos de trabalho formais, distribuídos principalmente nas atividades de informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas (71.258). Destaque também para alojamento e alimentação (32.861), administração pública, defesa e seguridade social, educação, saúde e serviços sociais (14.338).

O segundo maior crescimento do emprego formal ocorreu no setor de comércio, com saldo de 70.355 mil novos postos de trabalho formais.

O setor de indústria teve um saldo no mês de outubro de 26.697 mil novas vagas formais de trabalho.  A construção apresentou 17.236 novas vagas de emprego.

Regiões

26 Unidades da Federação registraram saldo positivo na geração de empregos, com destaque para a região Sudeste. Os estados que mais abriram postos de trabalho foram: São Paulo (76.952 postos); Minas Gerais (21.327) e Rio de Janeiro (19.703)

Segundo o Secretário de Trabalho da pasta, Luís Felipe Batista de Oliveira “a retomada do emprego formal tem se mostrado consistente desde o segundo semestre do ano passado. No acumulado do ano, todos os grupamentos de atividade econômica e todas as unidades da federação registraram saldos positivos de geração de emprego”, explica.

Agenda Política com Ministério do Trabalho e Caged

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *