TRE-PB terá três presidentes ao longo de 2022, ano eleitoral; saiba quem são

O processo eleitoral na Paraíba será conduzido por três Presidências distintas do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), ao longo do ano de 2022, em virtude de mudanças que já estavam previstas no calendário interno da Corte para este ano. Dentre as novidades, é que pela segunda vez, uma mulher comandará a Justiça Eleitoral no Estado.

O processo preparatório das eleições está sendo conduzido pelo desembargador Joás de Brito Pereira, que assumiu a cadeira ainda durante as eleições de 2020. Com o término do biênio dele, no dia 08 de março deste ano, assumirá a Presidência do TRE o desembargador Leandro dos Santos, atualmente vice-presidente e corregedor do tribunal.

Caberá a Leandro dos Santos dar continuidade ao calendário das eleições, com as reuniões partidárias e definições sobre como ocorrerá o processo da campanha eleitoral na Paraíba. Ele fica no cargo até o mês de novembro, quando também chega ao fim o biênio para o qual ele foi eleito.

Também em março, o Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) deve indicar um de seus membros para ocupar o espaço de vice-presidente da Corte, que ficará vago. De acordo com fontes do TRE ouvidas pelo blog, a vaga deverá ser ocupada pela desembargadora Maria de Fátima Moraes Bezerra Cavalcanti, que já é suplente na Corte Eleitoral há dois biênios.

Nessa condição, Fátima Bezerra assumirá a Presidência do TRE-PB em novembro, em virtude do fim do mandato do desembargador Leandro dos Santos. Ela será, assim, a segunda mulher a comandar a Justiça Eleitoral na Paraíba. Caberá a ela conduzir a prestação de contas dos candidatos que participarem do segundo turno e dar posse aos eleitos na Paraíba.

Preparação para as eleições

Na semana passada, o atual presidente do TRE-PB, Joás de Brito Pereira, informou que a Corte já iniciou uma série de ações de preparação para as eleições deste ano, já que o calendário eleitoral foi aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Segundo esse cronograma, a realização de comícios, distribuição de material gráfico, caminhadas ou propagandas na internet só estará permitida a partir do dia 16 de agosto.

Joás de Brito disse, também, que o tribunal já se prepara para as demandas logísticas, a exemplo do funcionamento das urnas eletrônicas que são utilizadas no pleito. “O TRE da Paraíba tem muita experiência, e a pandemia está sob controle, acredito que teremos menos problemas. O TRE vem se planejando, tem projetos em andamento, as secretarias estão se preparando para que as eleições possam transcorrer dentro da normalidade”, garantiu.

Felipe Nunes – Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *