Beneficiada com apartamento do governo, mulher relata ordem de despejo em casa alugada; VÍDEO

Nova ‘dona de casa’ disse que estava prestes a ser despejada de imóvel alugado / Foto: reprodução da TV Brasil

Beneficiada com um dos 960 apartamentos entregues pelo Governo Federal nos residenciais Canaã I e II, em João Pessoa, na última sexta-feira (24), Serley Silva Soares disse, em solenidade com a presença do presidente Jair Bolsonaro (PL), que tinha recebido uma ordem de despejo da atual casa que reside, de aluguel. O recebimento das chaves do imóvel doado pelo governo foi um alívio.

Em discurso para a plateia, transmitido pela TV Brasil, a nova “dona de casa” (de fato e de direito) classificou o momento como “um grande sonho”. Ao lado do filho, ela contou que pediu a Deus “uma luz” para não ficar desabrigada juntamente com o filho.

Dirigindo-se a outras famílias de baixa renda que também foram beneficiadas, Serley deu um recado, emocionado. “Dê valor à sua casa, que é o seu lar. Quando você vier a falecer, a casa vai ficar para os seus filhos”, afirmou.

O episódio mostra o grau de vulnerabilidade de muitas famílias brasileiras e paraibanas que não têm moradia própria, item essencial e necessário para a manutenção da dignidade humana.  A inauguração dos Residenciais Canaã I e II beneficiam cerca de 3,8 mil pessoas com a casa própria, diz o Governo Federal.

Os empreendimentos integram o Programa Casa Verde e Amarela e contaram com investimentos totais de R$ 81,5 milhões, sendo R$ 75,2 milhões do Governo Federal, por meio do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), e R$ 6,3 milhões de contrapartida do governo do estado. Cada conjunto habitacional conta com 480 unidades.

É preciso ampliar, nesse sentido, o olhar sobre mulheres como Serley, que em meio à vulnerabilidade social histórica ainda não puderam realizar um sonho básico: ter um lar para amar, cuidar e chamar de seu.

Expectativas

Questionado pelo blog Agenda Política, o ministro Daniel Ferreira, do Desenvolvimento Regional, informou que a meta habitacional do atual governo, de um milhão e duzentas mil casas ou apartamentos entregues, foi superada. O objetivo, agora, é “contratar o máximo possível” para a construção de novas habitações.

Assista ao vídeo a seguir

Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *