Belarus, Irã, Paquistão… a lista dos países que restringiram o Telegram

Telegram foi bloqueado no Brasil por determinação judicial / Foto: reprodução

Com a determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), para suspender o Telegram em todo o território nacional, o Brasil se junta a um grupo de 11 países que já suspenderam ou mantêm restrito o funcionamento do aplicativo.

O Telegram já é proibido em países como China, Bahrein e Irã, mas os usuários conseguem o acesso através de conexões VPN. Há restrições parciais em países como Índia, Belarus, Indonésia e Azerbaijão. Nações como Paquistão, Cuba, Rússia, Tailândia também já impuseram sanções à empresa.

Em todos esses países, as autoridades alegam que a suspensão foi causada por motivos como a disseminação de desinformação e discurso de ódio, falta de fornecimento de dados e organização de protestos contra os regimes locais.

A suspensão no Brasil ocorreu a pedido da Polícia Federal porque o aplicativo teria descumprido pontos de uma decisão anterior, a exemplo do fornecimento de dados e a suspensão de monetização de algumas contas bloqueadas judicialmente. Moraes estipulou uma multa de R$ 100 mil para quem tentar descumprir a decisão.

Leia a decisão na íntegra

Agenda Política

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *