5 ANOS DO IMPEACHMENT: Danielle Cunha expõe papel de paraibanos na cassação de Dilma Rousseff; OUÇA

O posicionamento de parlamentares paraibanos no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) é destaque no livro ‘Tchau, querida – o diário do impeachment’, que acaba de ser lançado pelo ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e que foi escrito com ajuda de sua filha, Danielle Cunha. A obra narra os bastidores do processo que completou 5 anos no último sábado (17).

Cunha ressalta que, durante o voto da bancada paraibana, a expectativa já era grande pelo desfecho favorável ao impeachment. “a festa já tomava conta do plenário. músicas eram cantadas e havia muita expectativa pelo voto decisivo”, conta.

Além de deputados, o livro cita outros personagens paraibanos, a exemplo do ex-governador Ricardo Coutinho, que segundo Cunha foi responsável por organizar um protesto contra ele durante sua passagem pela Paraíba. Na ocasião, o então deputado veio participar de uma sessão da Câmara Itinerante, na Assembleia da Paraíba, e foi surpreendido por manifestantes.  O episódio teria acirrado os ânimos em prol do impeachment.

“No dia 10, em João Pessoa, sofri uma forte contestação orquestrada pelo PT e pelo governador Ricardo Coutinho, do PSB. Puseram manifestantes dentro da Assembleia e impediram a Polícia Militar de dar segurança ao evento, deixando vulnerável toda a delegação da Câmara. Ataquei fortemente o PT e o governador, sendo que a vice-governadora, que estava presente, ficou sem ter condições de segurança e foi desrespeitada pelo seu próprio governo”, contou.

Sobre o assunto, a reportagem do Arapuan Verdade, programa da rádio Arapuan FM  conversou com a publicitária Danielle Cunha. A filha de Eduardo Cunha detalhou a atuação de políticos paraibanos e discorreu sobre ‘Tchau, querida – o diário do impeachment’.

Ouça a entrevista no vídeo acima.

Compartilhe

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *